Províncias

Reforçadas acções em prol da família

MAXIMIANO FILIPE | Benguela

O Governo Provincial de Benguela vai continuar a reforçar as acções em áreas socioeconómicas, para que as famílias daquela região do país possam assegurar o crescimento saudável dos seus membros, principalmente das crianças, garantiu o seu titular.

Família continua a ser o elo fundamental para o bom desenvolvimento da criança
Fotografia: CONTREIRAS PIPAS|EDIÇÕES NOVEMBRO

Isaac dos Anjos disse que o Governo vai priorizar as empreitadas nos referidos sectores, por considerar a família o núcleo fundamental para o bom desenvolvimento da criança.
Ao falar durante a abertura da Feira Internacional de Benguela (FIB), o governador sublinhou que a cidade capital daquela província continua a ser acolhedora, onde os cidadãos podem viver  de forma tranquila, fazer investimentos, organizar-se e constituir família.
O bispo da Diocese de Benguela, D. Eugênio dal Corso, exortou a comunidade local no sentido de reforçar-se a dedicação na oração a favor da união das famílias para a preservação da paz e da estabilidade social.
O prelado da Igreja Católica lamentou o facto de registar-se uma certa redução de valores na convivência entre as famílias, o que exige que se faça uma reflexão sobre o assunto, visando o alcance do bem comum.
D. Eugênio dal Corso defendeu que se deve dar uma maior atenção a aspectos que visam a melhoria das condições de saúde, educação e de outros elementos de carácter social. No âmbito dos programas de assistência social, o Governo continua a ajudar as famílias de baixa condição social, através da Direcção Provincial da Assistência e Reinserção Social de Benguela.
A responsável do sector, Marinela Sendala, avançou que, no âmbito deste programa de combate à fome e à redução da pobreza, mais de três mil famílias carenciadas estão a beneficiar de bens diversos.
Disse que o Governo implementou um outro projecto, que está a melhorar a vida de milhares de crianças no seio de muitas famílias a nível das comunidades, principalmente no reforço ao acompanhamento psicopedagógico, acção esta que tem sido extensiva a pessoas portadoras de deficiências.
 Rui Vaz, delegado regional da Unitel, instituição que organizou a feira, com uma série de actividades socioculturais, sublinhou que acções do género vão continuar, no sentido de ajudar as autoridades na luta pela união no seio das famílias.
As actividades socioculturais, que tiveram lugar no largo 1º de Maio, estiveram enquadradas nas festividades dos 400 anos da cidade de Benguela, que ascendeu a esta categoria a 17 de Maio de 1617, por despacho de Manuel Cerveira Pereira.
Além de fazer parte das festividades da cidade de Benguela, a feira visou saudar o Dia Internacional da Família, assinalado no passado dia 15 de Maio, com vista a dinamizar o valor fundamental deste núcleo da sociedade e promover um ambiente harmonioso e pacífico entre os seus membros.

Tempo

Multimédia