Províncias

Sabores do mar de Benguela nas festas do Lobito

Jesus Silva | Lobito

A Direcção Provincial da Hotelaria e Turismo e a Associação de Hotelaria em Benguela organizam, nos dias 5, 6 e 7 de Setembro, nas Portas do Mar, a Feira de Gastronomia Sabores do Mar, que vai envolver pescadores, vendedores de marisco, peixeiras, restaurantes, comércio e entidades ligadas ao sector pesqueiro e ao mar, em alusão aos 101 anos da cidade do Lobito.

Panorâmica da cidade do Lobito onde os mais de cem anos de existência estão a ser assinalados com diversas actividades
Fotografia: João Gomes

A valorização e promoção do potencial turístico e património marítimo da província de Benguela constam entre os objectivos da feira, disse Alice Cabral, directora provincial de Hotelaria e Turismo.
Durante a feira, acrescentou Alice Cabral, os apreciadores de produtos do mar podem desfrutar de agradáveis momentos e saborear o bom peixe e mariscos da província de Benguela, com especial destaque para a garoupa, corvina, cachucho e carapau.
Alice Cabral referiu que os restaurantes de todos os municípios do litoral estão convidados a participar e durante a feira apenas podem confeccionar pratos típicos relacionados com peixe e mariscos. Baía Farta e Sumbe são famosos pelos seus pratos de peixe e marisco. 
A Feira de Gastronomia Sabores do Mar é animada com actividades culturais, como danças, teatro e poesia, com vista à valorização da cultura da região. A província de Benguela tem grandes tradições na área da cultura e particularmente da poesia, com poetas como Alda Lara ou Ernesto Lara Filho.
Um dos maiores intelectuais angolanos de sempre é benguelense: Augusto Bastos, que além de cientista e filólogo, era compositor e compôs a obra sinfónica “Furnas do Lobito”. Está prevista também a realização de palestras sob "segurança alimentar" e "as maravilhas do fundo do mar e variedades de peixes e mariscos existentes no mar de Benguela", onde o público pode aumentar os seus conhecimentos sobre essa matéria.  Durante a feira vão ser feitas algumas demonstrações de acções a serem apresentadas com maior dimensão no Campeonato de Pesca ao Corrico, a decorrer na cidade, em 2015. Jorge Gabriel, presidente da Associação dos Hoteleiros de Benguela, enalteceu o papel da Direcção Provincial de Hotelaria e Turismo na promoção e projecção dos filiados, dando a oportunidade de participarem em acções do género. Exortou os hoteleiros da província a dedicarem-se com afinco às festividades dos 101 anos da cidade do Lobito e arranjarem pacotes com preços especiais, para a participação em massa de todos os citadinos e visitantes.
Segundo Jorge Gabriel, na província de Benguela a cidade do Lobito é a que melhores condições oferece para a realização de actividades festivas. Acrescentou, que as cidades de Benguela, Lobito e Baía Farta, bem organizadas, podem acolher turistas de todas as regiões do país e proporcionar momentos inesquecíveis em matéria de turismo.
Alberto Ngongo, chefe de repartição dos assuntos sociais da Administração Municipal do Lobito, disse que as comemorações deste aniversário, que decorrem sob o lema “Lobito Sala de Visitas de Angola”, vão contar com a realização de um culto ecuménico para abençoar os munícipes, homenagem à equipa do Quintal da Poeira, da Rádio Nacional de Angola, pelo seu contributo na valorização da música angolana.
Constam ainda no programa, a segunda edição da Feira da Indústria Transformadora, onde se prevê a participação de 50 empresas locais e a realização do Concurso Miss mão de Fada.  Alberto Ngongo anunciou que, a 4 de Outubro, o Lobito receber o concurso Miss Benguela 2015.

Tempo

Multimédia