Províncias

Sinistrados beneficiam de donativos

Maximiano Filipe | Benguela

As vítimas das cheias na comuna do Dombe Grande, no Sudoeste da província de Benguela, receberam no fim-de-semana um donativo composto por bens alimentares e de utilidade diversa, como gesto de solidariedade da Associação Acácias Rubras.

A população sinistrada já não corre perigo
Fotografia: Maximano Filipe

As vítimas das cheias na comuna do Dombe Grande, no Sudoeste da província de Benguela, receberam no fim-de-semana um donativo composto por bens alimentares e de utilidade diversa, como gesto de solidariedade da Associação Acácias Rubras.
O administrador municipal adjunto da Baía Farta, Basílio Jessé, agradeceu o gesto de solidariedade das Acácias Rubras para com os sinistrados e manifestou a sua gratidão pela pronta intervenção do governo da província.
Mário Rui, assessor para os assuntos sociais da Associação Acácias Rubras, afirmou que a associação quer ver melhorada a situação difícil com que os sinistrados se debatem.
O responsável provincial para a Protecção Civil e Bombeiros, José da Silva, disse que o donativo vai beneficiar 1.366 famílias, que por acção das cheias verificadas no rio Coporolo perderam as suas casas e campos de cultivo.
José da Silva acrescentou que a população resgatada das localidades da Tápua e Cassaca, Granja e Chingongo já está sob controlo das autoridades locais e a receber assistência diversificada em centros de acolhimento criados para o efeito.
A localidade do Luacho, onde actualmente prosseguem sitiadas 14 mil pessoas, continua a ser considerada de difícil acesso e por isso o apoio está a ser efectuado por helicópteros da Protecção Civil.
Quanto às ocorrências no município do Chongoroi, José da Silva referiu que a população sinistrada já não corre perigo, por ter sido retirada antes da situação ter piorado.

Tempo

Multimédia