Províncias

Sobas exortados a valorizar a escolarização das crianças

A vice-governadora de Benguela para a área Política e Social, Laurinda Baca, exortou na quinta-feira, no município do Balombo, os sobas e seculos a sensibilizarem as comunidades da região sobre a importância da escolarização das crianças, para garantir o futuro da nação angolana.

Fotografia: Paulo Mulaza| Edições Novembro

No encontro com as autoridades tradicionais no quadro da visita que efectua à localidade, a vice-governadora pediu às autoridades tradicionais para esclarecerem as comunidades sobre a importância do ensino, da escolarização das crianças e exigirem que os pais acompanhem regularmente os filhos à escola, evitando desistências, principalmente dos mais pequenos.
A responsável informou que o Governo está a apostar na criação de condições de ensino, quer com a construção de escolas, quer com a admissão de novos professores, esforços que os sobas e os pais devem compensar e reconhecer, apostando na escolarização das crianças e de jovens do município.
Laurinda Baca apelou ainda, durante o encontro, aos sobas e seculos para o registo eleitoral, exigindo a todos os cidadãos para se registarem e estarem prontos para o pleito eleitoral que se avizinha. 
O director provincial da Educação, Samuel Maleze, pediu  às autoridades tradicionais de todas aldeias para acompanharem o processo docente-educativo, estarem mais próximas da escola, dos problemas dos alunos, acolherem bem os professores e controlarem a efectividade. Durante a visita de constatação ao município de  dois dias, a vice-governadora para a área Política e Social inteirou-se do estado e funcionamento da escola do ensino primário da aldeia de Cauengue, na comuna do Maka-Mombolo, do Magistério Primário e Instituto Médio Politécnico e da escola do ensino primário Rei Mandume, todas na sede do município
Nesta sua primeira visita de constatação ao município do Balombo, Laurinda Baca, fez-se acompanhar pelo director provincial da Educação, Samuel Maleze, e do representante da Direcção Provincial da Saúde, António Carlos Aurélio.

Tempo

Multimédia