Províncias

Sociedade chamada a ser mais interventiva

O cumprimento escrupuloso dos programas definidos pelo Executivo, com vista a propiciar o bem-estar das populações, passa pelo envolvimento da sociedade civil, afirmou o administrador municipal do Cubal, província de Benguela.

Cubal dispõe de vários serviços sociais entre os quais o de identificação civil
Fotografia: Ndombele Bernardo


António Saraiva disse que para a eficácia da aplicação de acções programadas nos mais variados domínios da vida económica, social e política é necessário entrega, participação e colaboração de todas as forças vivas do município.Esta atitude deve ser mais acentuada no exercício económico de 2015, para o bem comum.
Em relação ao exercício económico de 2014, o administrador considerou positivo, a julgar pelas infra-estruturas que a localidade ganhou nos domínios da Educação, Saúde e Agricultura, que conferem maior dignidade e bem-estar às populações.
A Escola Industrial, com 24 salas de aulas, Escola Técnica Agrária e o Pólo Agro-industrial, construídos e entregues para servir a população, foram um dos principais ganhos em 2014 e constituem uma alavanca para o desenvolvimento da localidade.
O administrador do Cubal apelou às igrejas e outros actores da sociedade civil para um contínuo trabalho de unificação das famílias, abstenção da violência doméstica, evitar o uso excessivo de bebidas alcoólicas e ajudar a reduzir os acidentes rodoviários.
António Saraiva assegurou a continuidade de acções no domínio social, económico e produtivo para o presente ano, inscritas no âmbito do programa de combate à pobreza no seio das populações.
No âmbito dos desafios que se impõem para 2015, face à actual conjuntura económica e financeira, resultante da queda do crude no mercado internacional, o administrador apelou aos munícipes a racionalizarem os recursos postos à sua disposição.

Tempo

Multimédia