Províncias

Técnicos fazem formação sobre saúde reprodutiva

Cerca de 34 técnicos da saúde das unidades  sanitárias com salas de parto e do hospital municipal do Balombo, estão a frequentar uma acção de formação sobre saúde reprodutiva.

O chefe da Repartição Municipal da Saúde, Adriano Cachiembe, disse à Angop  que acção formativa, com a duração de 12 dias, tem por objectivo formar os técnicos das unidades periféricas e de outros locais, como o hospital municipal, em  conhecimentos técnicos teóricos e práticos, para fazerem partos limpos e se reduzir a mortalidade infantil na região.
A formação surge  no quadro do reforço das capacidades de aprendizagem, através da formação contínua dos enfermeiros, em atendimento adequado dos cuidados materno infantis da província.
A assessora provincial do Programa de Saúde Sexual e Reprodutiva da Direcção Provincial, Marlen Fernandez Perez, disse que a formação vai contribuir para a melhoria da qualidade dos cuidados sanitários  na província de Benguela, aplicando a estratégia de fortalecimento das competências técnico-científicas e do desempenho profissional dos recursos humanos  de enfermagem do do sistema de saúde.
Os formandos vão abordar temas como a “Assistência pré-natal”, “Conceito”, “Consulta pré-natal”, “A importância da consulta pré-natal”, “Objectivos da consulta”, “Fecundação”, “Sinais e sintomas de gravidez” e os “Factores de risco”.
O seminário, o primeiro do género, o município, responde, deste modo, aos desafios lançados  aquando do acto  de balanço e avaliação.

Tempo

Multimédia