Províncias

Terra gera conflitos em Caimbambo

As autoridades administrativas do município de Caimbambo, 116 quilómetros a Sudeste da cidade de Benguela, estão preocupadas com os conflitos sobre a posse da terra que decorrem entre os fazendeiros.

Agricultura é a fonte de sustento para muitas famílias angolanas
Fotografia: Jornal de Angola

As autoridades administrativas do município de Caimbambo, 116 quilómetros a Sudeste da cidade de Benguela, estão preocupadas com os conflitos sobre a posse da terra que decorrem entre os fazendeiros.
A posição foi manifestada no fim-de-semana durante um encontro do executivo local, presidido pelo administrador municipal, Jacinto Tomé Amaro, que defendeu a necessidade urgente de se pôr termo aos conflitos.
Face à situação, a Administração Municipal vai, esta semana, realizar um encontro de esclarecimento com os fazendeiros e agricultores.
O regedor municipal de Caimbambo, Paulino Tchingande, disse que alguns casos têm sido resolvidos a nível local, enquanto outros mais complexos são encaminhados às instâncias judiciais do município do Cubal e para Benguela.
Dados estatísticos indicam que mais de 60 fazendas, na sua maioria agro-pecuárias, estão sob o controlo da Repartição Municipal da Agricultura e Desenvolvimento Rural.

Tempo

Multimédia