Províncias

Títulos de terrenos ajudam construção

Maximiano Filipe| Benguela

O Governo Provincial de Benguela entregou 60 títulos de concessão de terrenos para construção a famílias do município de Caimbambo.
A acção do Governo enquadra-se na concretização do programa nacional de concessão de terrenos urbanizados, para facilitar a construção de casa própria por parte dos angolanos.

Governador Isaac dos Anjos (ao centro) fez a entrega dos títulos de terreno
Fotografia: Jesus Silva| Benguela

Para garantir mais eficácia e celeridade aos trabalhos de construção das habitações, o Governo Provincial procedeu igualmente à entrega de 3.500 tijolos.
A entrega de títulos de terrenos, pelo governador de Benguela, Isaac Maria dos Anjos, vai ser feita de forma faseada, abrangendo em breve os demais municípios da província.
O governador disse aos beneficiários que devem fazer as suas construções de acordo com os padrões estabelecidos pelas comissões técnicas, tendo em conta a promoção da qualidade de vida dos angolanos.
Durante o acto, realizado no âmbito de uma visita efectuada àquele município pelo governador, os membros do conselho local de auscultação e concertação social apresentarem a proposta do Plano Director Municipal, recentemente concebido.
Com duas fases de execução, o plano inclui valências que vão desde a carta geológica à exploração de recursos minerais e florestais, passando pela divisão administrativa e mecanismos sobre o aproveitamento correcto do solo e o ordenamento do território.
Durante a permanência da delegação governamental no município de Caimbambo, foi constatado o trabalho de infra-estruturação da futura centralidade habitacional, comercial e académica, assim como o andamento das obras em curso na estação do Caminho-de-Ferro de Benguela.
Em relação ao desenvolvimento do potencial agro-industrial do município, o governador Isaac dos Anjos destacou a necessidade de se trabalhar na produção local, fazendo o reaproveitamento correcto dos recursos hídricos do Rio Coporolo, de modo a aumentar o abastecimento de água à população da comuna do Catengue e arredores.
No quadro do referido  programa de concessão de terrenos para a auto construção dirigida, a Administração Municipal do Caimbambo já urbanizou mais de 2.500 lotes, com mais de mil metros quadrados cada, para famílias necessitadas da região.
O administrador municipal, Jacinto Amaro, disse que a acção do Governo visa combater a ocupação ilegal de terrenos, fazer respeitar os serviços administrativos do Estado e promover o crescimento do município, de forma urbanizada e gradual.
Acções semelhantes, no domínio da concessão de títulos de construção de casas, já foram realizadas nos municípios do Bocoio e Ganda.

Tempo

Multimédia