Províncias

Universidade da Beira Interior coopera com “Katyavala Bwila”

A Universidade da Beira Interior (UBI), de Portugal, vai passar a cooperar com a Universidade Katyavala Bwila, com sede na província de Benguela, em projectos de investigação em comum, conforme protocolo de colaboração homologado pelo Governo português.

Protocolo entre as duas instituições inclui projectos de investigação científica
Fotografia: Edições Novembro |

O protocolo de cooperação entre as duas universidades públicas foi assinado na Covilhã, Portugal, a 15 de Janeiro de 2018, pelos reitores de ambas as instituições, e aguardava desde então a homologação pelo Executivo angolano.
Conforme documentação governamental citada pela Lusa, a implementação do protocolo foi homologada por despacho de 13 de Junho, assinado pela ministra do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Inovação, Maria do Rosário Sambo, que tutela aquela universidade pública, fundada em 2009.
A Universidade da Beira Interior é uma universidade pública localizada na cidade da Covilhã, em Portugal. Em  2017, foi eleita uma das melhores instituições de ensino superior da Europa e uma das 150 melhores universidades jovens do mundo. Instituição de grande dinamismo, a UBI tem investido na criação de laboratórios bem equipados, na expansão das suas instalações, no envolvimento em projectos de investigação de âmbito nacional e internacional e, ainda, num corpo docente qualificado. Duas das marcas distintivas desta universidade são a oferta de laboratórios em todas as áreas de ensino e o ensino de proximidade.
Com cerca de sete mil alunos, a UBI conta actualmente com mais de 29 cursos de graduação ou mestrado integrado, cerca de 40 cursos de 2º ciclo/mestrado e cerca de 25 cursos de 3º ciclo/doutorado, distribuídos pela Faculdades de Ciências, de Engenharia, de Ciências Sociais e Humanas, de Artes e Letras e de Ciências da Saúde.
Ao nível dos recursos humanos, a UBI tem hoje com mais de 600 docentes e 270 funcionários distribuídos pelas cinco faculdades e serviços. Fundada em 1986,  a história desta instituição começa no ano de 1973, quando foi criado o então Instituto Politécnico da Covilhã. Não fugindo à tradição local dos lanifícios (a cidade da Covilhã ficou conhecida como a Manchester Portuguesa pela sua longa tradição na produção têxtil), os seus primeiros alunos (143) ingressaram nos cursos de Engenharia Têxtil e Administração e Contabilidade, em 1975. Em 1979 passa a denominar-se Instituto Universitário da Beira Interior, e em  1986 ganha o título de Universidade da Beira Interior.
Os gestores da Universidade Katyavala Bwila perspectivaram para este ano a consolidação da instituição, dando o passo mais significativo em relação ao desenvolvimento da qualidade, bem como o aumento da relação com parceiros sociais e com vários sectores das províncias de Benguela e Cuanza-Sul, visando o desenvolvimento do ensino superior.
A instituição está inserida num projecto em consórcio com a Universidade Agostinho Neto, duas moçambicanas e quarto Europeias para capacitação de docentes, com vista a aumentar as competências científicas e pedagógicas e a prestação ou concessão de projectos  para a prestação de serviços à sociedade.

Tempo

Multimédia