Províncias

Universidade Katiavala Bwila promove conferência

Sampaio Júnior e Maximiano Filipe | Benguela

A Universidade Katiavala Bwila realiza, desde ontem até amanhã, em Benguela, uma conferência sobre estratégias para o desenvolvimento daquela cidade e da província Kwanza- Sul.

Vista parcial da cidade de Benguela que alberga a conferência sobre estratégias de desenvolvimento da província e do Kwanza-Sul
Fotografia: Francisco Bernardo

A Universidade Katiavala Bwila realiza, desde ontem até amanhã, em Benguela, uma conferência sobre estratégias para o desenvolvimento daquela cidade e da província Kwanza- Sul.O reitor da Universidade disse, ao Jornal de Angola, que a conferência tem o objectivo de reunir contribuições de académicos e investigadores das várias áreas do saber científico e de profissionais ligados à governação, empresários, associações e Organizações Não-Governamentais sobre as vias para o desenvolvimento das regiões onde a Universidade Katiavala Bwila está instalada.
Paulo de Carvalho considerou ser função do ensino superior público “promover a abordagem de assuntos extracurriculares moldados de conteúdos competentes para se alcançar a estabilidade económica e social”.
 “É uma contribuição activa no processo de reconstrução nacional”, referiu.
A Universidade Katiavala Bwila pretende tornar a conferência num espaço de debate com carácter internacional e com periodicidade bienal, onde os principais assuntos ligados às províncias do Benguela e do Kwanza-Sul sejam “abordadas com mestria”.
 “Nos meios académicos, o projecto é considerado ambicioso e terá a contribuição dos governos das duas províncias”, disse Paulo de Carvalho, adiantando que também faz parte da estratégia da Universidade Katiavala Bwila contribuir para que as regiões onde ela está inserida tenham um desenvolvimento harmonioso, com a participação efectiva de quadros competentes.
“A educação é um elemento basilar para o desenvolvimento de qualquer nação”, lembrou, referindo que foi com esta visão do Governo que foram criadas novas unidades universitárias em várias regiões do país.
A extensão do ensino superior, salientou, vai contribuir para a consolidação e o reforço do desenvolvimento socioeconómico e tecnológico do país, uma vez que um dos princípios a ser inserido nos planos curriculares das unidades orgânicas está assente na investigação científica, de acordo as características das localidades.
A Universidade Katiavala Bwila convidou mais de 500 pessoas, além de 177 prelectores.

Tempo

Multimédia