Províncias

Vice-governador verifica andamento das obras nos municípios e comunas

Jesus Silva | Lobito

Uma delegação chefiada pelo governador provincial em exercício de Benguela, Agostinho Felizardo, esteve na segunda-feira em várias localidades dos municípios do Lobito e Catumbela para verificar o avanço das obras abrangidas pelo programa de aumento e oferta dos serviços básicos à população.

Autoridades da província estão empenhadas em resolver os problemas das populações
Fotografia: Jornal de Angola

Uma delegação chefiada pelo governador provincial em exercício de Benguela, Agostinho Felizardo, esteve na segunda-feira em várias localidades dos municípios do Lobito e Catumbela para verificar o avanço das obras abrangidas pelo programa de aumento e oferta dos serviços básicos à população.
No Lobito, a comitiva visitou, nas comunas da Canjala, Egipto Praia, Colango e Biópio as obras integradas no programa de combate à fome e à pobreza, e deslocou-se ao destacamento de prevenção e socorro à sinistralidade, onde recebeu informações pormenorizadas sobre o seu desempenho para a redução dos acidentes na Estrada Nacional número 100.
Uma das vias da acesso às povoações do interior da comuna da Canjala, que nesta época chuvosa se encontra intransitável devido às cheias, também foi alvo de uma deslocação de Agostinho Felizardo, que deu ordens ao administrador local, Carlos Paulino, para que ali sejam colocadas passagens hidráulicas para permitir a fluidez das águas.
Na Canjala, foram erguidas outras infra-estruturas sociais, entre as quais um chafariz, um jango comunitário, esquadra policial e residência do respectivo comandante, além de um centro de captação, tratamento e distribuição de água potável. O posto de saúde, vai beneficiar, em breve, de obras de reabilitação e ampliação para melhorar o atendimento da população. Na comuna do Egipto Praia, a delegação do governo provincial de Benguela visitou o novo bloco administrativo, a residência do administrador e do adjunto, casas protocolares dos professores e enfermeiros, um posto de saúde e uma nova escola do I ciclo do ensino geral.
Na localidade, com cerca de três mil habitantes, vão ser construídas suites para receber médicos, enfermeiros e funcionários da educação e outros técnicos das instituições sedeadas na localidade.
O administrador local, Francisco Faria, reconheceu que a comuna está em “franco progresso”, dando como exemplo a montagem de uma unidade de fabrico de gelo, outra para a congelação do pescado, sua transformação e comercialização, e a reorganização da cooperativa dos pescadores. O sector da Educação conheceu uma grande viragem, com o alargamento do ensino da 4ª para a 7ª classe e em óptimas condições de aprendizagem.
No sector da Saúde houve avanços significativos, traduzidos no apetrechamento do posto médico, e pela chegada de um contingente de médicos cubanos colocados no Hospital Geral do Lobito e que regularmente se deslocam àquela localidade piscatória.
O repovoamento do gado bovino é hoje uma realidade na comuna. Alguns cidadãos da região adquiriram cerca de 500 cabeças que estão a reproduzir-se com êxito, sublinhou o administrador.
Para o desenvolvimento da agricultura, os camponeses foram mobilizados para aderirem ao crédito agrícola de campanha e já foram financiados 23 projectos pelo Banco de Comércio e Indústria (BCI).
Na comuna do Culango, o governador em exercício esteve nas áreas agrícolas que estão a ser preparadas para serem entregues aos camponeses do bairro da Cabaia pelo governo provincial, direcção provincial da agricultura e administração Municipal do Lobito.
O projecto de construção de 10 casas sociais, financiado pelo governo provincial de Benguela, num valor de 75 mil dólares, também mereceu a atenção da delegação de Agostinho Felizardo, a quem foi garantida a sua entrega entre os meses de Junho e Julho deste ano, pela construtora Aowda Internacional, responsável pela empreitada.
No bairro da Chimbuila, município do Lobito, vai ser erguida uma escola com 20 salas. Outra encontra-se em reabilitação no chamado morro da Rádio.
A cidade do Lobito vai ter um novo Palácio da Justiça, cujas obras estão em fase bastante adiantada, no recinto da Câmara Municipal na Caponte.
O novo edifício vai acolher os serviços do registo civil, predial e notarial, que devem ser inaugurados brevemente.
Em todos as obras por quer passou, Agostinho Felizardo encorajou os empreiteiros a empenharem-se em terminarem as empreitadas dentro dos prazos estabelecidos.

Tempo

Multimédia