Províncias

A comuna mais minada está a renascer rumo ao futuro

Afonso Belo | Cuito

O governador do Bié, Boavida Neto, inaugurou em Cambândua, a comuna mais minada na província durante a guerra, oito casas evolutivas, dois furos de água e a ponte sobre o rio Sowe.

Novas infra-estruturas de impacto social
Fotografia: Edson Fabrizio|Cuito

O governador do Bié, Boavida Neto, inaugurou em Cambândua, a comuna mais minada na província durante a guerra, oito casas evolutivas, dois furos de água e a ponte sobre o rio Sowe.
Na mesma comuna decorrem a construção de centros e postos de saúde e casas para quadros e obras para melhorarem o sistema de fornecimento de energia eléctrica e água potável.
O administrador de Cambândua, Belarmino Papo-Seco, disse que as novas infra-estruturas têm contribuído para a comuna ter uma outra imagem.
O soba Alberto Jamba enalteceu os esforços do Governo na construção de várias infra-estruturas, como escolas, centros e postos de saúde e sistema de energia eléctrica e de água.
A autoridade tradicional apenas lamentou o mau estado da via que liga a comuna à sede provincial, o que dificulta o escoamento dos produtos do campo para a cidade.

Tempo

Multimédia