Províncias

Administração municipal investe milhões nas obras públicas em execução no Andulo

José Chaves |Andulo

A Administração Municipal do Andulo, na província do Bié, investiu 60 milhões de kwanzas no âmbito do Programa de Desenvolvimento Rural e Combate à Pobreza, no primeiro trimestre do corrente ano.

Estão em curso várias obras no âmbito do programa de melhoria e aumento da oferta de bens e serviços sociais básicos à população
Fotografia: Francisco Bernardo

A Administração Municipal do Andulo, na província do Bié, investiu 60 milhões de kwanzas no âmbito do Programa de Desenvolvimento Rural e Combate à Pobreza, no primeiro trimestre do corrente ano.
O facto foi anunciado pela administradora municipal, Maria Chicapa, durante a segunda sessão ordinária da administração, decorrida na comuna de Chivaulo.
A administradora Maria Chicapa informou que os investimentos serviram para a conclusão e apetrechamento de casas para técnicos dos sectores da Educação e da Saúde nas comunidades rurais.
Outra parte do investimento foi para a ampliação da rede de iluminação pública na sede municipal, na conclusão de pontes de madeira, aquisição de candeeiros para a iluminação da comuna de Calussinga, aquisição de chapas de zinco para a cobertura de escolas, postos de saúde e casas para técnicos.
A administradora municipal do Andulo disse ainda que foi paga a primeira prestação da recuperação de dois grupos geradores.
Durante a sessão foram ainda analisados outros assuntos, entre os quais a situação socioeconómica da comuna.

Hipopótamos destroem lavras na aldeia de Bando no Andulo

Os camponeses da aldeia de Bando, comuna de Chivaulo, nas proximidades do rio Cutato, município do Andulo, província do Bié, viram 26 lavras devastadas pelos hipopótamos, anunciou ontem o administrador comunal.
De acordo com Chivaulo Sapalo, cinco hipopótamos estão a causar apreeensão na região.
Em consequência dos estragos, 20 famílias ficaram sem comida, uma vez que as suas lavras de milho e mandioca e outras culturas foram arruinadas. O administrador comunal de Chivaulo disse que as lavras ficam distantes do rio. Apesar disso, os animais caminham mais de quatro quilómetros à procura de alimentos.
Nos últimos tempos, acrescentou, os hipopótamos invadem a aldeia pela calada da noite, deixando as populações em pânico. 
A comuna de Chivaulo, que se encontra 39 quilómetros a sudoeste  da sede do município do Andulo, tem uma extensão territorial de 2.104 quilómetros quadrados e 73.497 habitantes, que se dedicam essencialmente à agricultura de subsistência.
O município do Andulo, onde estão em curso várias obras de impacto social, no âmbito do programa de melhoria e aumento da oferta de serviços sociais básicos à população, tem uma rede hidrográfica rica, que oferece condições propícias para o regadio. Correm na região os  rios Kwanza, Cunhinga, Cutato, Cune e Mbuim.

Tempo

Multimédia