Províncias

Administrador exige rigor na gestão

José Chaves | Andulo

O administrador municipal do Andulo, Moisés Américo Cachipaco, pediu aos gestores mais rigor na arrecadação, fiscalização e depósito das receitas nos cofres do Estado.

Vista parcial da vila do Andulo onde estão em curso diversas acções de impacto social
Fotografia: Benjamim Cândido

O administrador Moisés Américo Cachipaco falava à margem do encontro com os membros da administração local, que serviu para fazer o balanço das actividades desenvolvidas em 2014.
“Os organismos que arrecadam receitas devem velar pelo seu depósito nos cofres do Estado e não dar-lhes outros fins”, referiu. Os participantes no encontro analisaram ainda a situação dos funcionários eventuais que de Outubro à presente data  não receberam os subsídios, tendo recomendado às direcções da Educação e Saúde para regularizarem a situação ainda este mês.  
Tendo em conta a baixa do petróleo no mercado internacional e as dificuldades que podem aparecer, consubstanciados na alocação de verbas, apelou aos gestores para programarem as despesas.
No sector da Saúde é dada prioridade à aquisição de medicamentos e alimentação para os doentes, enquanto na Educação a aquisição de material didáctico e merenda escolar são as prioridades. A administração do Andulo promete liquidar todas as dívidas aos empreiteiros até ao fim do primeiro trimestre deste ano, para que se acelerem as obras em curso, anunciou o administrador  Moisés Cachipaco,  durante uma reunião com os empreiteiros e fornecedores de bens e serviços.
O administrador manifestou  a sua insatisfação com o atraso que se verifica em algumas obras e disse que a Administração do Andulo vai empreender acções no sentido de “desencorajar práticas desonestas”. A Administração Municipal do Abdulo vai tomar medidas tendentes a pôr fim às excessivas demoras na conclusão das obras do sector da Educação nas comunas de Calussinga, Cassumbe, Chivaulo e na sede municipal, tendo em conta o ano lectivo prestes a começar.
O município do Andulo, segundo o administrador,  tem uma extensão territorial de 10.316 quilómetros quadrado e tem uma população estimada em mais de 300 mil habitantes.

Tempo

Multimédia