Províncias

Andulo aposta na construção de escolas

José Chaves | Andulo

A Administração Municipal do Andulo, na província do Bié, vai este ano continuar a dar prioridade à construção de escolas, disse ontem o representante da autoridade do Estado.

Investimento na educação resulta da necessidade de colmatar a falta de infra-estruturas de ensino médio para evitar que os alunos prossigam os estudos noutras regiões
Fotografia: Rafael Tati |

Moisés Cachipaco justificou o investimento público na educação com a necessidade de colmatar  a falta de infra-estruturas de ensino médio, para evitar que os alunos que terminam o I ciclo interrompam os estudos ou prossigam a actividade docente noutras regiões.
O Andulo possui 170 escolas definitivas e 20 provisórias do ensino primário e do I ciclo, onde leccionam 1.600 professores.
Entre os benefícios sociais obtidos no ano passado, está a instalação do bloco operatório e do serviço de raio X no Hospital Municipal. A rede sanitária é assegurada por cinco médicos e 496 enfermeiros e pessoal de apoio.
O administrador municipal afirmou que o apetrechamento do Hospital Municipal, a reabilitação do Hospital Missionário de Chicumbi e a construção de infra-estruturas sociais fazem parte dos benefícios da paz e da reconciliação nacional.
Quanto às vias rodoviárias, Moisés Cachipaco salientou a reabilitação em curso do troço Cuito-Andulo e da estrada que liga a sede do município à comuna de Cassombe, que estão a ser alargadas.

Construção da Centralidade


A primeira fase de construção da Centralidade do Andulo, com 172 apartamentos dos mil previstos, está praticamente concluída. Este investimento público enquadra-se no Programa Nacional de Habitação, traçado pelo Executivo, para satisfazer a procura de residência por parte de funcionários públicos e jovens.
Os prédios da nova urbanização têm três pisos com apartamentos T3. A segunda fase do projecto inclui a construção de centros hospitalares, escolas, recintos desportivos, mercado, espaços comerciais e outras estruturas. O município do Andulo tem cerca de 300 mil habitantes, dispersos pelas comunas de Calussinga, Chivaulo, Cassembe e da sede.

Tempo

Multimédia