Províncias

Andulo vai ter mini-hídrica

José Chaves | Andulo

O município do Andulo, no Bié, vai passar a ter uma mini-hídrica para a produção de energia eléctrica na região, nos próximos dois anos, revelou a coordenadora adjunta da Agência de Cooperação Internacional Japonesa (JICA), Yocko Matsuzaki.

Na mini-hídrica vão ser instaladas duas turbinas que irão produzir três megawatts no período chuvoso e 1,5 no período seco
Fotografia: Jornal de Angola

O município do Andulo, no Bié, vai passar a ter uma mini-hídrica para a produção de energia eléctrica na região, nos próximos dois anos, revelou a coordenadora adjunta da Agência de Cooperação Internacional Japonesa (JICA), Yocko Matsuzaki.
O projecto, que será financiado pelo Governo do Japão, através da JICA, foi apresentado às autoridades municipais do Andulo na semana passada, pela equipa de estudo para a montagem da mini-hídrica sobre o rio Cutato, na região do Muenga, por técnicos do Ministério de Energia e Águas e da referida agência.
A administradora municipal, Maria Lúcia Chicapa, disse que o projecto vai acrescentar outro valor ao desenvolvimento do município e destacou as capacidades hidrográficas do Andulo.
Os consultores do Governo japonês terminaram o estudo de viabilidade, que teve a duração de um ano, para a construção da barragem, revelou a responsável. />O projecto teve início no ano passado e vai abranger igualmente a província do Huambo, tendo sido feito um levantamento em cinco localidades das duas províncias, e os rios Cunene, Põe e Cuima, no Huambo, e Luvulo e Cutato, no município do Andulo,  vão assegurar o programa. Yoko Matsuzaki sublinhou que o relatório final será entregue ao Ministério de Energia e Águas, no próximo mês de Março, para o Executivo o analisar e permitir a execução do projecto em dois anos.
A mini-hídrica sobre o curso do rio Cutato, onde serão instaladas duas turbinas que irão produzir três megawatts no período chuvoso e 1,5 no período seco. O projecto está avaliado em 50 milhões de dólares.
O município do Andulo tem uma rede hidrográfica bastante rica, que oferece condições propícias para o regadio e hidroeléctrica, com destaque para os rios Kune, Kunhinga, Kwanza, Membia e Cutato.

Tempo

Multimédia