Províncias

Antigos militares em programas agrícolas

Afonso Belo e Sérgio Dias | Chitembo

O Instituto de Reintegração Socioprofissional dos Ex-Militares (IRSEM) da província do Bié, entregou, ontem, no município do Chitembo, a antigos combatentes, 50 cabeças de gado bovino de tracção animal

Ex-militares recebem bovinos para dinamizarem a actividade agrícola em Chitembo
Fotografia: Sérgio Dias | Bié

O projecto visa melhorar a vida dos ex-militares e combater a fome e a pobreza no seio das comunidades daquela circunscrição da província do Bié, disse o chefe dos serviços do Instituto de Reintegração Socioprofissional dos Ex-Militares no Bié, António Amaral.
 No município do Chitembo, o Instituto de Reintegração Socioprofissional dos Ex-Militares tem 262 associados que se dedicam essencialmente à agricultura.
Cerca de 220 associados do Instituto de Reintegração Socioprofissional dos Ex-Militares recebem, no próximo mês de Agosto, gado  caprino  para  reprodução.
O administrador solicitou à Direcção Provincial da Agricultura do Bié que acompanhe e oriente os projectos direccionados para as comunidades do Chitembo.
O administrador aconselhou  os ex-militares a frequentarem cursos sobre práticas agrárias para garantirem o aumento da produtividade.

 Reinserção em Belize

Os antigos combatentes e veteranos da pátria do município de Belize, província de Cabinda, pedem casas, no âmbito do programa habitacional do Executivo. O pedido consta das conclusões do encontro que o secretário provincial dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria, Feliciano Lopes Toco, manteve, segunda-feira, na vila de Belize, com  ex-militares.
Os antigos combatentes indicam como alternativa a facilidade de aquisição de terrenos e de material de construção, no quadro do programa de autoconstrução dirigida, e defendem a construção de bairros sociais para os ex-combatentes em todos os municípios da província.

Tempo

Multimédia