Províncias

Assistência médica melhora em Nharêa

Delfina Victorino |

Uma comissão de assistência médica à população das comunas do município de Nharêa, província do Bié, foi criada com o objectivo de reduzir o índice de mortalidade, com realce para a infantil, anunciou ontem a administradora municipal.

Serviços de saúde cada vez mais próximos dos cidadãos
Fotografia: Maria Augusta | Edições Novembro

Maria Lúcia Chicapa disse que a medida tem como objectivo compensar o número exíguo de médicos, um expatriado e mais quatro recém-chegados ao município e que já estão a trabalhar, em colaboração com outros profissionais dos centros de saúde.
De acordo com Maria Lúcia Chicapa, os novos médicos vão, no âmbito dos objectivos da criação da comissão, passar a deslocar-se, semanalmente, às comunas para prestarem assistência à população.
Maria Lúcia Chicapa acrescentou que a realização periódica de consultas ambulatórias nas áreas rurais vai ajudar na descoberta e solução de doenças, que afectam a população. A criação de condições hospitalares, desde a aquisição de materiais gastáveis e medicamentos para as populações constitui preocupação das autoridades municipais, disse Maria Chicapa, que garantiu que estas dificuldades vão ser resolvidas paulatinamente.
Maria Lúcia Chicapa reconheceu que as unidades sanitárias não oferecem todas as condições  de trabalho, por isso há a necessidade da colaboração de todos os profissionais e da população.
Em relação ao município do Chitembo, o único que recebeu um médico angolano formado em Cuba, ainda necessita de profissionais para ajudar no atendimento ao público, adiantou o administrador da municipalidade, Daniel Mucanda, que assegurou que a situação médica na localidade ainda é deficitária, tendo em conta a densidade populacional.
Explicou que o município do Chitembo já não possui nenhum médico estrangeiro, dentro das políticas do governo de dar oportunidades aos nacionais.

Tempo

Multimédia