Províncias

Aumenta o número de meninas grávidas

As autoridades sanitárias da província do Bié registaram  3. 241 gravidezes em adolescentes durante o primeiro semestre deste  ano, informou o chefe de secção dos cuidados primários de saúde.

Paulo Venâncio Chipalavela está "muito preocupado" com  o aumento dos casos de gravidez precoce em adolescentes, sublinhando que o fenómeno representar riscos de vida para as grávidas, sobretudo no decorrer do trabalho de parto.
“Este quadro não satisfaz as autoridades sanitária, e demonstra que os pais não têm mantido o diálogo permanente com os filhos, daí a razão do aparecimento de muitas gravidezes nas adolescentes”, disse.
Paulo Venâncio Chipalavela considerou o quadro preocupante, lamentando a falta de cultura de muitas mulheres grávidas em acorrerem ao hospital para a realização do parto.
Isso dificulta a efectivação de um controlo rigoroso das taxas de natalidade e de mortalidade materno-infantil na região.
A forma como se realizam os partos nas comunidades coloca em risco a vida das mães e dos bebés, por isso, os pais devem aconselhar as filhas a socorrem-se das unidades sanitárias mais próximas das suas residências.
No âmbito da assistência materno-infantil o sector tem estado empenhado na promoção de campanhas de sensibilização das comunidades, sobre a importância do planeamento familiar.

Tempo

Multimédia