Províncias

Aumentam no Bié os casos de lepra

Delfina Victorino | Cuito

As autoridades sanitárias da província do Bié estão preocupadas com o aumento de casos de lepra, em consequência de muitos portadores da doença abandonarem as consultas e o tratamento, denunciou Isaías Lemos, chefe do programa de luta contra a doença.   

 Isaías Lemos disse que durante o ano passado foram notificado 51 novos casos de lepra, dos quais 44 em adultos e sete em crianças, na sua maioria residentes nos municípios do Cuemba, Nharea, Camacupa, Chinguar e Cunhinga.
O chefe do Programa de Luta Contra a Lepra informou que os doentes têm merecido atenção especial e 109 pacientes são assistidos em vários hospitais. Para a diminuir a propagação da doença, disse, são realizadas palestras em várias comunidades, sobre os cuidados a ter em conta para evitar o contágio.
Isaías Lemos informou que os profissionais de saúde realizam igualmente visitas de supervisão e de monitorização às instituições sanitárias e fazem a distribuição periódica de medicamentos para o tratamento e prevenção da doença.
No quadro do programa do Ministério da Saúde, estão a ser formados técnicos das  unidades hospitalares para realizarem o tratamento correcto dos pacientes que vivem com a lepra e aprendem técnicas para o diagnóstico precoce.
O responável do programa de lutra contra a lepra garantiu que existem medicamentos suficientes para os pacientes com afectadas com a enfermidade nas várias unidades sanitárias.

Tempo

Multimédia