Províncias

Autoridade quer população presente nos programas de desenvolvimento

José Chaves| Andulo

O administrador municipal do Andulo, Moisés Kachipaco, apelou à população da sua área de jurisdição a participar no programa de Desenvolvimento Integral com opiniões e sugestões que possam ajudar a resolução dos problemas das comunidades.

Administração convida a população a dar o seu contributo para o desenvolvimento

“Apelamos a participação da população no programa de desenvolvimento integral do Andulo, com opiniões e sugestões que possam ajudar a resolução dos problemas das comunidades”, frisou o administrador no final da primeira sessão ordinária do Conselho de Auscultação e Concertação Social.
O administrador municipal do Andulo referiu que no encontro foram abordados aspectos ligados à vida socio-económica da localidade.
Os participantes tomaram conhecimento sobre o orçamento referente ao primeiro trimestre deste ano e do Programa Municipal Integrado de Desenvolvimento Rural de Combate à Fome e à Pobreza (PMIDRCFP) em curso em todo o país.
O encontro contou com a participação de quadros da Administração Municipal, autoridades tradicionais e religiosas, partidos políticos e da sociedade em geral.
Moisés Américo Kachipaco, administrador do Andulo, destacou que o encontro assegura uma maior proximidade com a população.
“Este encontro permite que as populações, através dos seus representantes, possam tomar contacto com os programas do governo”, enfatizou.

Chuva prejudica centenas de alunos

Mais de 500 crianças da escola primária nº 42, no município do Andulo, estão a estudar ao relento, em consequência da destruição total dos tectos de várias salas de aulas daquela instituição pelas fortes chuvas que caem na província do Bié.
A directora do estabelecimento escolar, Ana Paula de Sousa, disse que a chuva, acompanhada de ventos fortes, provocou a destruição do tecto de quatro salas, numa altura em que meninos estavam em aulas.
Apesar dos pequenos e professores terem sido surpreendidos, a responsável garantiu que nenhuma criança foi ferida pela queda do tecto, tendo sublinhado que uma equipa da área técnica da Administração Municipal do Andulo está a realizar o levantamento dos estragos causados pelas chuvas.
A escola primária nº 42 controla 1.409 alunos da iniciação a sexta classe. A instituição possui 35 salas de aulas e igual número de professores.

Tempo

Multimédia