Províncias

Autoridades locais alertam comerciantes sobre o surgimento de falsos inspectores

AFONSO BELo e delfina victorino | Cuito

A direcção provincial do Comércio do Bié advertiu quinta-feira na cidade do Cuito, aos comerciantes para estarem atentos às visitas de prováveis falsos inspectores, numa altura em que se aproxima a época festiva.

A direcção provincial do Comércio do Bié advertiu quinta-feira na cidade do Cuito, aos comerciantes para estarem atentos às visitas de prováveis falsos inspectores, numa altura em que se aproxima a época festiva.
De acordo com o responsável da inspecção da direcção provincial do Comércio, Domingos Óscar que ontem fez o alerta, é preciso que os comerciantes exijam a apresentação de documentos comprovativos da identidade dos inspectores antes que estes iniciem a vistoria aos estabelecimentos comerciais. Quando se depararem com pessoas que possam não estar autorizadas para a actividade de inspecção de estabelecimentos comerciais, entre outros, os proprietários devem denunciar imediatamente a situação às autoridades para que instituições como a Polícia Económica, INADEC, direcções da Saúde e Comércio possam garantir a identificação dos mesmos e encaminha-los à tribunal.
O director provincial do Instituto de Defesa do Consumidor (INADEC), Filipe Baptista, disse que esta instituição não vai tolerar comerciantes que durante a quadra festiva, pratiquem preços exorbitantes e especulativos.
Aquele responsável alertou também os consumidores a verificar as datas de caducidade, o estado de conservação dos produtos antes da compra.

 Autoridades preocupadas com ausência de professores 
 
O director provincial da Educação do Bié, Manuel Ngonga, manifestou-se preocupado com a ausência constante de professores que leccionam nas comunas e garantiu que estão a ser adoptados mecanismos para suprir este problema. Manuel Ngonga disse que muitos professores alegam a sua ausência sas escolas onde leccionam devido à inexistência de agências bancárias para o processamento dos seus salários.
Para minimizar estes problemas, referiu, o governo local está a construir agências do BPC em diversas localidades. 
Este ano lectivo foram matriculados 628.869 alunos em todas as localidades da província do Bié, afirmou Manuel Ngonga. Os municípios do Cuito, Andulo, Kamacupa, Katabola, Nharêa e Chinguar são as localidades que possuem maior número de alunos.

Tempo

Multimédia