Províncias

Autoridades melhoram distribuição de electricidade domiciliar no Cuito

Delfina Victoriano | Cuito

A nova central térmica de energia eléctrica da localidade do Caluapanda, a oito quilómetros da cidade do Cuito, vai melhorar a distribuição da rede doméstica, quando os três primeiros grupos geradores de 2,5 megawatts estiverem operacionais.

Esforços continuam a ser envidados para iluminar as residências da capital biena
Fotografia: Jornal de Angola

A nova central térmica de energia eléctrica da localidade do Caluapanda, a oito quilómetros da cidade do Cuito, vai melhorar a distribuição da rede doméstica, quando os três primeiros grupos geradores de 2,5 megawatts estiverem operacionais.
A maioria dos habitantes da capital do Bié ainda não sente os benefícios desta infra-estutura, pois a reabilitação da rede de média e baixa tensão também não está concluída.
O director provincial da Energia e Água, Abel Guerra Paulo, disse que vai ser necessário instalar uma linha de transporte de energia de 15 quilowatts de Caluapanda para o Cuito.

Mais água domiciliar

Quanto ao abastecimento de água, Abel Guerra Paulo disse que o Cuito possui mais de 2.000 ligações domiciliares, bem como fontenários. Os pedidos de ligações domiciliares à rede de distribuição são superiores à capacidade de resposta, pelo que a direcção provincial tem apelado à racionalização da água pelos consumidores.
A falta de pagamento de água por parte de alguns consumidores tem dificultado o desempenho do sector. “O corte para estas residências será a medida a ser tomada para melhor rigor e exigência aos moradores”, anunciou Abel Guerra Paulo.
A vandalização de contadores de água continua a ser uma prática efectuada por desconhecidos que pretendem impedir o acesso da população aos serviços básicos do Cuito, afirmou o director provincial da Energia e Água.

Tempo

Multimédia