Províncias

Bens públicos no Cuito com mais fiscalização

Delfina Victorino |

A fiscalização dos bens públicos, o espírito crítico, combate à impunidade e a consolidação da mudança fazem parte da governação neste novo ano, afirmou o vice-governador para área Política, Económica e Social do Bié, Carlos da Silva.

Estão em curso acções para melhorar a qualidade de vida
Fotografia: Vigas da Purificação | Edições Novembro

Durante o acto de abertura das comemorações alusivas ao Dia dos Mártires da Baixa de Cassanje, ocorrido no Cine Teatro do Sporting, no Cuito, Carlos da Silva disse que no novo ano esperam-se grandes desafios, visando o bem-estar da população.
Em relação ao Dia dos Mártires da Baixa de Cassanje, Carlos da Silva lembrou que a data tem reflexo na vida social da população angolana, tendo em conta a independência alcançada.
Carlos da Silva explicou que “este ano vai se traduzir na consolidação das profundas mudanças iniciadas em 2017, que revelam o processo de moralização da sociedade, com a aplicação de responsabilização”. Desencorajar o sentimento de impunidade, chamar atenção aos gestores públicos para a mudança de atitudes, a aplicação dos recursos dentro dos programas projectados, concorrendo para a materialização do programa do governo, constam nos novos desafios, declarou Carlos da Silva.
O vice-governador para área Política, Económica e Social esclareceu que a abertura e o interesse em dar resposta aos problemas existentes vai continuar a ser a linha de força da governação.
A abertura de críticas construtivas, dentro da ética e do civismo, é um dos métodos de governação,para melhorar as condições sociais da população, afirmou Carlos da Silva.

Tempo

Multimédia