Províncias

Bié está assolado por baixas temperaturas

Todo território da província do Bié está assolado, há alguns dias, por baixas temperaturas, que chegam aos seis graus Célsius. Em face deste clima, o director do Gabinete Provincial da Saúde, Dr. João Campos, recomendou aos habitantes locais para se “agasalharem bem” particularmente as crianças.

Baixas temperaturas deixam ruas desertas no Cuito
Fotografia: Eduardo Cunha | Edições Novembro

No tempo do frio em Angola, a província do Bié regista habitualmente temperaturas abaixo dos 10 graus. Nesta época do ano, segundo o Dr. João Campos, “há maior probabilidade de ocorrência de doenças respiratórias, como gripes, sinusites e bronquites, com mais predominância em menores, grávidas e idosos.”
Actividade comercial
Muitos comerciantes na província, do ramo do vestuário, estão a tirar partido das baixas temperaturas, pois vendem com alguma facilidade roupas apropriadas para este clima. Quer os habitantes locais quer os visitantes são obrigados a recorrer às lojas para comprarem agasalhos para o frio.
Os produtos mais procurados são cobertas, cobertores, roupa de cama, casacos, samarras, cachecóis, meias e luvas. Os que têm pouca folga financeira, a maioria da população, recorrem às zungueiras que vendem maioritariamente roupa usada (fardo).
O Jornal de Angola constatou, durante uma ronda a vários estabelecimentos no Andulo, que um casaco de napa está a custar de oito a nove mil kwanzas.
No mercado informal, este mesmo casaco, já usado (fardo) está orçado entre 500 a 1500 kwanzas.Na capital, Cuito, numa botique, o preço de um casaco varia entre 12 e 15 mil kwanzas.
Nos principais mercados informais e nas principais ruas da cidade do Cuito, o vestuário para o frio se tornou num dos négócios mais lucrativos.

Tempo

Multimédia