Províncias

Bié com centenas de vagas disponíveis

Delfina Victorino | Cuito

A Escola Superior Politécnica do Bié (ESP-Bié) tem disponíveis para o próximo ano lectivo 710 vagas para cursos técnicos, afirmou ontem, no Cuito, o director geral adjunto para os assuntos académicos, Ricardo Sapalo Cassoma.

Alunos finalistas do ensino secundário e do pré-universitário participam na feira de orientação vocacional que decorre no Cuito
Fotografia: Nuno Flash | Edições Novembro

“Aumentou o número de salas de aula, permitindo desta forma mais lugares disponíveis para o próximo ano lectivo”, disse Ricardo Cassoma, esclarecendo que vão ser ministrados seis cursos, designadamente enfermagem, contabilidade e administração pública, psicologia, comunicação social e engenharias em recursos hídricos e em informática.
O director-geral adjunto para os assuntos académicos da ESP-Bié, disse que desde a abertura das inscrições, a 3 de Janeiro do corrente ano, é visível na instituição a pouca adesão dos estudantes.
O responsável do gabinete pedagógico salientou que o despacho tardio dos certificados de habilitação nas instituições do ensino médio tem sido a justificação dos estudantes no momento das inscrições ao ensino superior.
Ricardo Sapalo Cassoma aclarou que 82 professores, entre nacionais e estrangeiros, leccionam na ESP-Bié, divididos em vários cursos existentes na instituição superior politécnica. Disse que os cursos de enfermagem, comunicação social, psicologia e administração pública são os que possuem maior número de vagas. Os cursos de engenharia em informática e de recursos hídricos têm mais vagas em relação aos cursos sociais, devido à falta de domínio nas disciplinas básicas de matemática e língua portuguesa, disse.
Ricardo Sapalo Cassoma acrescentou que para melhores resultados durante o processo docente educativo neste ano lectivo, a direcção da ESP-Bié procurou fazer uma “feira de orientação vocacional”, para ajudar o estudante na escolha do curso. O responsável explicou que a “Feira de orientação vocacional” está a ser efectuada com os alunos finalistas do ensino secundário do segundo ciclo ou ensino médio provenientes das principais escolas da região.
A reitoria da Universidade José Eduardo dos Santos orientou a realização desta actividade para ajudar os estudantes a fazer a melhor escolha dos cursos que pretendem aderir, sem pressão dos familiares.
O director geral adjunto para os assuntos académicos da ESP-Bié referiu que os finalistas do Instituto Médio de Gestão, pré-universitário (PUNIV), da escola comercial e de formação de professores (INE) sãos os principais candidatos ao ensino superior. Em função das opções e especialidades que cada estudante teve no ensino médio, os docentes do ensino superior, através das feiras vocacionais, procuram mostrar os cursos mais favoráveis aos candidatos, para melhor aproveitamento nos testes e período curricular. Ricardo Sapalo Cassoma lamentou o facto de muitos estudantes finalistas do ensino médio procurarem ingressar em cursos onde não têm bases suficientes.
As inscrições para admissão dos novos candidatos termina no dia 20 do corrente mês.

Tempo

Multimédia