Províncias

Cães raivosos matam no Bié

Pelo menos 18 pessoas morreram na província do Bié entre Janeiro e Maio do ano em curso, em consequência da mordedura de cães raivosos, informou no Cuito o chefe de secção de grandes endemias da direcção de Saúde.

Nelson Stover sublinhou que os casos foram registados em cinco municípios, sendo 12 no Cuito, dois no Cuemba e no Chitembo, e um no Chinguar e em Camacupa.
A existência de raiva na província deve-se ao facto de haver ainda animais portadores da doença que deambulam por diversas ruas da cidade e vilas, principalmente cães.
A raiva está a preocupar as autoridades sanitárias, assim como as entidades governamentais, visto tratar-se de uma doença fatal, porque a pessoa quando é mordida por um animal raivoso não consegue encontrar a cura.
As autoridades sanitárias têm solicitado, constantemente, a máxima colaboração dos proprietários de animais, como cães, macacos e gatos, para aderirem às campanhas de vacinação para a sua imunização.
O departamento veterinário da Direcção Provincial da Agricultura e do Desenvolvimento Rural tem realizado, anualmente, campanhas de vacinação de rotina aos animais em causa, com vista a evitarem-se mortes por mordeduras.

Tempo

Multimédia