Províncias

Campanhas de esclarecimento levam população às consultas

O director do centro de saúde de Catala, a sete quilómetros do Cuito, Bié, congratulou-se com a adesão das pessoas às consultas e informou que diariamente mais de 50 pacientes recebem tratamento médico naquela unidade hospitalar.

Domingos Adriano disse à Angop que, nos últimos tempos, aumentou a adesão aos serviços médicos, devido às campanhas de sensibilização desenvolvidas pelos funcionários durante as consultas e palestras.
“Estamos satisfeitos porque a população procura os serviços médicos, em detrimento dos curandeiros, onde além de gastar dinheiro não recebe cuidados médicos credíveis”, sustentou.
No total, 3.166 pacientes foram atendidos no segundo trimestre de 2013 naquela unidade sanitária, sendo 2.531 em medicina e 635 em consultas pré-natais, e 358 pessoas mereceram internamento. No período em causa não se registou ­qualquer morte. O centro de saúde da Catala passou a contar com um médico coreano, especialista em medicina interna, o que melhorou significativamente o atendimento às populações. Agora, os serviços de saúde são assegurados por 29 enfermeiros um médico e pessoal administrativo.
O centro tem capacidade para ter internados 36 pacientes e está subdividido em vários compartimentos de medicina, pediatria, puericultura, banco de urgência, salas de consultas pré-natal, enfermaria, farmácia, sala de parto e pós-parto, obstetrícia, cirurgia e outras.
Para a evacuação dos enfermos, essencialmente gestantes e crianças, confirmou o director do centro de saúde de Catala, a unidade hospitalar possui uma ambulância.
O centro de saúde de Catala situa-se na vila do Cunje, sete quilómetros a norte do Cuito. A vila do Cunje tem uma população calculada me mais de 30 mil habitantes.

Tempo

Multimédia