Províncias

Camponesas querem ajuda

José Chaves | Andulo e Afonso Belo | Cuito

As participantes no primeiro encontro de auscultação à mulher rural do Andulo pediram que sejam construídos mais mercados e entregues instrumentos de trabalho às parteiras tradicionais.

 

Fotografia: Arquivo JA

Também pediram que sejam construídos mais postos de saúde nas aldeias e embalas e facultado  gado para tracção para o fomento da agricultura. O administrador municipal, Moisés Cachipaco, garantiu  que todas as questões tratadas na reunião são apresentadas no encontro provincial e que as contribuições vão merecer atenção do Executivo angolano.

Regressados são assistidos

Cidadãos regressados da Zâmbia, Namíbia, África do Sul, Costa do Marfim e Congo Democrático, num total de 9.302, são assistidos pela Direcção Provincial do Instituto de Reinserção Social do Bié, revelou sexta-feira, na cidade do Cuito, o chefe de Departamento, Luís Chieque.
A assistência incide sobretudo na distribuição de chapas de zinco, para a auto-construção dirigida.
Os registos de nascimento dos filhos dos regressados são gratuitos. Terras são distribuídas para o cultivo e espera-se que muitos ex-refugiados sejam enquadrados na função pública.
O Governo Provincial, pelo elevado número de cidadãos angolanos provenientes da Zâmbia, criou um bairro na comuna do Cunje, localidade que foi baptizada com o nome do país vizinho.

Tempo

Multimédia