Províncias

Camponeses da região precisam de mais apoio

Delfina Victorino | Cuito

As associações de camponeses do Bié precisam de mais apoio para aumentar a produção, disse ontem ao Jornal de Angola o presidente da União Nacional dos Camponeses de Angola (UNACA) na província, Mariano Sassoma.

Agricultores pedem mais meios de trabalho
Fotografia: Sergio Vieira Dias

A atribuição de créditos bancários aos agricultores vai contribuir para o fortalecimento do sector agro-industrial e na diversificação da economia nacional.O sector da agricultura e outros parceiros devem reforçar os projectos de construção de mercados rurais, para que os camponeses deixem de percorrer longas distâncias para comercializar os seus produtos.
Os camponeses da região, na sua maioria, continuam a usar meios rudimentares, o que diminui a produção agrícola.
Os camponeses carecem de tractores, gado de tracção animal, charruas, semeadores, enxadas, catanas, limas, machados, fertilizantes, sementes e pesticidas. Na UNACA estão inscritas 55 cooperativas e 418 associações de camponeses, autorizadas a desempenhar actividades agrícolas na região.
“A falta de sistema de irrigação em muitos campos agrícolas tem dificultado a produção”, afirmou o presidente da UNACA no Bié. Mariano Sassoma acrescentou que novas estratégicas estão a ser implementadas pelo Governo Provincial para que os camponeses consigam ultrapassar as dificuldades relacionadas com a produção agrícola.

Tempo

Multimédia