Províncias

Casas construídas na sede da comuna

Casas sociais foram construídas no âmbito do Programa Nacional de Habitação, na sede comunal do Chivaulo, a 42 quilómetros da sede municipal do Andulo, com vista atrair quadros técnicos. As primeiras 20 habitações oram inauguradas pelo governador provincial, Álvaro Boavida Neto.

Fotografia: JAIMAGENS

O governador inaugurou igualmente uma esquadra da Polícia Nacional. As infra-estruturas foram financiadas através do Programa de Intervenção Municipal, com o propósito de dar solução à falta de  habitações nas povoações, aldeias e ombalas do município do Andulo.
Das 20 casas, dez foram construídas na sede comunal de Chivaulo, cinco na povoação de Cangalo e mais cinco na povoação de Buanga. Ainda no âmbito do Programa Nacional de Habitação, está prevista a construção de 15 casas na comuna de Calussinga, Chivaulo e Cassumbe, com dez cada.
As localidades de Cangalo, Buanga e Chicumbe foram contempladas com cinco casas cada uma. O administrador do Andulo, Moisés Chipaco, disse que as localidades seleccionadas enfrentam sérias dificuldades em acolher técnicos ou até mesmo receber visitas. A vila do Andulo não foi contemplada porque já existe um plano para a construção de mil fogos habitacionais, no âmbito do Programa Nacional de Habitação, que está a ser desenvolvido pelo Executivo em todo o todo país.
A Administração Municipal tem em carteira, para este ano, vários projectos destinados a melhorar a qualidade de vida das populações, em especial a juventude.

Crianças matriculados   

O número de crianças matriculadas no município de Andulo, no Bié, aumentou significativamente, m relação ao ano transacto, informou o administrador municipal.
Moisés Cachipaco disse que a localidade ganhou, nos últimos dez anos, muitas escolas equipadas com carteiras e quadros, que estão a permitir a inserção de milhares de crianças no sistema normal do ensino.
A construção de vários empreendimentos sociais na região, disse o administrador municipal, é fruto da Independência Nacional e do alcance da paz, factores que permitiram a execução do Programa de Investimentos Públicos e do Programa de Desenvolvimento Rural e de Combate à Pobreza.

Via em mau estado


Na comuna do Chivaulo nem tudo é um mar de rosas. Os habitantes  clamam pela reabilitação da via que liga a sede municipal do Andulo às comunas, numa extensão de 42 quilómetros.
Uma outra preocupação está relacionado com a reabilitação da ponte sobre o rio Cutato, que liga a comuna de Chivaulo ao município do Mungo, província do Huambo, que se encontra destruída há mais de 30 anos, pela UNITA.
A falta do sinal de telefonia móvel para que os habitantes possam comunicar com os familiares e amigos que se encontram noutros pontos do país e no mundo é outro dos problemas que enfrentam os populações  daquela localidade.
 A comuna de Chivaulo dista a 42 quilómetros a Sudoeste da sede municipal do Andulo. Tem 16 ombalas, 131 aldeias e uma superfície de 2.200 metros quadrados. Possui uma população estimada em 40.464 habitantes, na sua maioria camponeses. 

Tempo

Multimédia