Províncias

Casos de tuberculose no Bié com tendência a aumentar

José Chaves | Andulo

O supervisor municipal do programa de combate à tuberculose no Andulo, Tiago Daniel, disse, ao Jornal de Angola, que em 2013 foram diagnosticados na região 202 novos casos da doença, mais 110 do que em 2012.

População é aconselhada no sentido de procurar os hospitais após os primeiros sintomas
Fotografia: Jornal de Angola |

Tiago Daniel explicou que nos últimos anos os casos de tuberculose têm aumentado, pois muitos pacientes fogem ao tratamento ambulante, o que causa a resistência ao vírus que provoca a doença.
Sublinhou ainda que o consumo desregrado de bebidas alcoólicas e a falta de alimentação adequada são, entre outras, as principais causas do aumento da tuberculose.
Tiago Daniel realçou que a falta de um dispensário para o tratamento de casos de tuberculose tem criado muitos transtornos, sendo os doentes internados no Hospital Municipal do Andulo. O supervisor municipal do programa de combate à tuberculose no Andulo considerou urgente a criação de um centro de saúde adequado ao tratamento e internamento de doentes com tuberculose no município.
O sector da Saúde, em parceria com as autoridades tradicionais e igrejas, tem realizado palestras de sensibilização, no sentido de esclarecer sobre os perigos da tuberculose e as formas da sua prevenção.
Tiago Daniel explicou que o tratamento da tuberculose demora oito meses, sendo a primeira fase intensiva, dois meses, e a segunda ambulatória, que os doentes não cumprem por ignorância, pobreza e outros factores. 
O município do Andulo fica 130 quilómetros a norte da cidade do Cuito, capital da província do Bié.

Tempo

Multimédia