Províncias

Centenas de jovens no Bié têm formação profissional

Pelo menos 616 jovens terminaram sábado, na província do Bié, diversos cursos de formação profissional, ministrados pelo Instituto Nacional de Emprego e Formação Profissional (INEFOP), em parceria com o Ministério da Administração Pública, Emprego e Segurança Social (MAPESS).

Pelo menos 616 jovens terminaram sábado, na província do Bié, diversos cursos de formação profissional, ministrados pelo Instituto Nacional de Emprego e Formação Profissional (INEFOP), em parceria com o Ministério da Administração Pública, Emprego e Segurança Social (MAPESS). Durante nove meses, os jovens foram formados em informática, alvenaria, serralharia, corte e costura, electrónica, carpintaria, mecânica auto e culinária.
Os formandos enalteceram o esforço do governo local, através do Instituto Nacional de Formação Profissional (INEFOP), na formação profissional dos jovens daquela parcela do país e solicitam ajuda para que possam afirmar-se em diversos sectores, segundo a sua formação.
Prometeram igualmente trabalhar onde forem enquadrados, bem como aplicar na íntegra os conhecimentos adquiridos, para contribuírem para o desenvolvimento socioeconómico da província.
O director do INEFOP no Bié, Francisco Sico Chivangulula, disse que a instituição vai continuar a formar jovens bienos e não só, em diversas especialidades, para facilitar a sua inserção no mercado de emprego, bem como reduzir a delinquência juvenil na região.
Salientou que, com a formação destes jovens, a província ganha mais quadros, que no futuro poderão contribuir para o desenvolvimento socioeconómico da localidade.
Em 2009, o centro de formação profissional do Cuito formou 1.150 jovens, nos cursos de electricidade, carpintaria, mecânica auto, informática, electrónica, alvenaria, serralharia e culinária, que já estão a contribuir para o desenvolvimento da província.Todos formandos do INEFOP beneficiaram de instrumentos de trabalho.

Tempo

Multimédia