Províncias

Centro de saúde carece de lavandaria

Delfina Victorino | Cuito

O Centro de saúde “Horizonte”, instalado no interior da Centralidade do Cuito, com capacidade para internar trinta pacientes, funciona há um ano sem o serviço de lavandaria, alertou o director interino da unidade sanitária e médico especialista em Neonatologia, Mário Setuma.

Fotografia: DR

“Temos doentes internos que utilizam as roupas de cama do centro e precisam ser higienizadas ou lavadas”, sublinhou Mário Setuma, acrescentando que “trabalhamos com algumas alternativas, usando o pessoal da catalogação na lavagem das roupas de cama.”
Segundo o médico Mário Setuma, a falta de alimentação para os técnicos e pacientes, bem como a ausência de serviço de lavandaria e a escassez de pessoal têm criado transtornos no atendimento aos pacientes.
O centro de saúde, aberto há um ano, necessita de vários serviços, disse, acrescentando que as necessidades enfrentadas se reflectem na assistência aos pacientes.
Mário Setuma garantiu que está a ser criado um acordo com a empresa que efectua serviços de limpeza, para adicionar o trabalho de lavandaria no contrato a ser negociado em breve.
O Centro de Saúde “Horizonte”, de acordo com o seu director interino, recebe com regularidade medicamentos e material gastável, fornecidos pela Direcção da Repartição Municipal do Cuito da Saúde e pelo depósito de medicamentos.
O centro de saúde efectua, além de consultas de clínica geral, trabalhos de parto, ecografia e análises para deten-ção de patologias frequentes na região, sublinhou Mário Setuma.
Por falta de condições, informou, actualmente estão internados apenas 15 pacientes. Diariamente, o centro recebe, em média, quatrocentos pacientes, provenientes de cinco bairros periféricos, adjacentes à Centralidade do Cuito.

Tempo

Multimédia