Províncias

Centros integrados de serviços para deficientes de Calussinga

José Chaves| Andulo

A Associação Nacional dos Deficientes de Angola (ANDA) vai instalar, na comuna de Calussinga, a 75 quilómetros do município do Andulo, no Bié, um centro integrado de serviços para apoiar os seus associados localizados nesta região do país.

Deficientes estão a receber vários apoios
Fotografia: João Gomes

A Associação Nacional dos Deficientes de Angola (ANDA) vai instalar, na comuna de Calussinga, a 75 quilómetros do município do Andulo, no Bié, um centro integrado de serviços para apoiar os seus associados localizados nesta região do país.
O presidente da associação, Silva Lopes Etiambulo, que revelou o facto na terça-feira, adiantou que o empreendimento é dirigido aos deficientes que não conseguem exercer actividades agrícolas e vai prestar serviços de serralharia, carpintaria, recauchutagem, moagem e corte e costura aos cidadãos. O objectivo deste projecto é permitir aos beneficiários melhorar cada vez mais as suas condições de vida. Silva Etiambulo disse que a construção do referido centro integrado de serviços vai contar com o apoio do Ministério da Administração Pública, Emprego e Segurança Social, da Fundação Lwini.
A data para o arranque das obras não foi avançada pelo presidente da Associação dos Deficientes de Angola. A população da comuna de Calussinga vive essencialmente da agricultura de subsistência, cultivando produtos como milho, feijão e hortícolas diversas.

Tempo

Multimédia