Províncias

Chuva torrencial faz estragos em Cassumbe

José Chaves | Andulo

A comuna de Cassumbe, situada 50 quilómetros a nordeste da sede municipal do Andulo, foi na quinta-feira assolada por fortes chuvas acompanhadas de ventos, em plena época de cacimbo, deixando ao relento sete famílias.

A comuna de Cassumbe, situada 50 quilómetros a nordeste da sede municipal do Andulo, foi na quinta-feira assolada por fortes chuvas acompanhadas de ventos, em plena época de cacimbo, deixando ao relento sete famílias.
Segundo revelou ao Jornal de Angola o administrador comunal de Cassumbe, Ernesto Saco, a força das chuvas e dos ventos destruíram completamente sete casas e outras oito ficaram parcialmente destruídas, incluindo um posto de saúde que ficou sem o tecto.
Felizmente, disse Ernesto Saco, não há vítimas humanas a lamentar, porque as pessoas fugiram para locais mais seguros assim que os ventos foram arrancando chapas do tecto e derrubando paredes.
O administrador comunal disse estar preocupado com a situação das várias famílias que estão a viver ao relento e que ficaram sem meios de subsistência. A maioria das casas existentes na comuna de Cassumbe é de construção precária, feitas de adobe, pau-a-pique e cobertas de capim. A população vive da agricultura de subsistência. A comuna é caracterizada por um clima tropical seco com duas estações, indo a estação seca ou cacimbo de Maio a Setembro e a chuvosa de Outubro a Abril. Este ano, por razões ainda não explicadas pelos especialistas em meteorologia, as precipitações em Maio continuam.

Tempo

Multimédia