Províncias

Cidade do Cuito com mais água potável

Afonso Belo e Sérgio V. Dias | Cuito

O município do Cuito, capital do Bié, beneficia, nos próximos tempos, de um novo centro de captação, tratamento e distribuição de água potável, em construção junto ao rio Cuquema, anunciou ontem o director provincial da Energia e Águas.

Além da cidade biena e da Centralidade do Cuito o centro de captação abastece de água potável os novos bairros que estão a surgir
Fotografia: Sérgio V. Dias | Cuito

Abel Paulo Guerra esclareceu que o empreendimento, com 25 metros de altura e um reservatório de 200 metros cúbicos, vai ser reforçado com um outro de seis mil metros cúbicos, de modo a garantir a distribuição de água com a gravidade desejada.
O director provincial disse que é a partir desta nova unidade de captação que é possível proporcionar serviços mais dignos aos consumidores, salientando que a prioridade do projecto passa igualmente pelo fornecimento à Centralidade do Cuito.
Além da cidade biena e da Centralidade do Cuito, dispondo esta última de mais de três mil casas concluídas, o centro de captação vai, igualmente, beneficar os novos bairros que estão a surgir na periferia da capital da província do Bié.
Neste momento, o abastecimento ao Cuito é feito através de um sistema de captação, tratamento e distribuição, construído no quadro do Programa “Água para Todos”, em 2010. O empreendimento tem capacidade para bombear sete mil metros cúbicos por dia para cinco mil ligações domiciliares e não só. Abel Paulo Guerra recordou que o sistema possui um tanque de armazenamento com capacidade de quatro mil metros cúbicos e abastece água potável para 59 chafarizes instalados em vários bairros periféricos da cidade do Cuito. O director provincial da Energia e Águas lamentou ainda a carência de técnicos no sector para garantir um melhor funcionamento das suas actividades na província. Neste momento, disse que a direcção controla 102 trabalhadores.

Tempo

Multimédia