Províncias

Comboio prepara condições para apitar também no Bié

Afonso Belo|Kuito

O presidente do conselho de administração do Caminho-de-Ferro de Benguela (CFB), José Carlos Gomes, procedeu ao levantamento da actual situação da linha-férrea na província do Bié, para traçar prioridades na sua reabilitação.

O presidente do conselho de administração do Caminho-de-Ferro de Benguela (CFB), José Carlos Gomes, procedeu ao levantamento da actual situação da linha-férrea na província do Bié, para traçar prioridades na sua reabilitação.
Calos Gomes disse à imprensa, na cidade do Kuito, que o conselho de direcção do Caminho de Ferro de Benguela está engajado em procurar saídas para os problemas que ainda impedem o comboio de apitar no Moxico, passando pelas províncias do Huambo e Bié.
Disse ter constatado a paralisação dos trabalhos de reabilitação da linha-férrea, assim como as obras das infra-estruturas de apoio ao pleno funcionamento do CFB em toda a extensão. Carlos Gomes disse que o comboio já sai do Lobito para o município do Cubal e garantiu que vai chegar ao Huambo até aos finais do próximo ano e só posteriormente chegará ao Bié. 

Tempo

Multimédia