Províncias

Comunidade do Andulo no caminho do progresso

José Chaves |Andulo

O município do Andulo tem novas infra-estruturas de impacto social, construídas no âmbito do Programa Integrado de Desenvolvimento Rural e Combate à Pobreza.

Inauguração de sistemas de distribuição de água facilita a vida dos habitantes locais
Fotografia: Arão Martins|Huíla

O município do Andulo tem novas infra-estruturas de impacto social, construídas no âmbito do Programa Integrado de Desenvolvimento Rural e Combate à Pobreza.
Os novos equipamentos melhoraram os sectores do ensino, saúde e agricultura e foram inauguradas pelo governador provincial do Bié, Boavida Neto.
O sector de Chimonã, arredores da sede municipal do Andulo, conta com uma escola primária, um posto de saúde e um chafariz. A escola tem quatro salas e capacidade para 360 alunos em dois turnos, da iniciação à sexta classe.
Durante a cerimónia de inauguração da escola, as crianças pediram uma maior intervenção do Governo Provincial na construção de escolas, com vista a enquadrar todos os que ainda se encontram fora do sistema normal de ensino.
A par da inauguração da escola, os responsáveis provinciais procederam à distribuição de 1.350 batas escolares aos alunos. O governador Boavida Neto inaugurou um posto de saúde, que tem uma sala de observação, um consultório, uma enfermaria com capacidade para internar quatro doentes, sala de parto, de pré-parto, puericultura, cadeia de frio e farmácia.
Além da unidade sanitária, que custou quatro milhões de kwanzas aos cofres do Estado, os habitantes do sector de Chimonã têm um novo chafariz para a distribuição de água potável.
O chafariz, que integra uma bomba manual, custou aos cofres da Administração Municipal do Andulo 1.500.000 kwanzas.
Chimonã tem 6.772 habitantes, duas ombalas e 29 aldeias. A sua população dedica-se essencialmente à agricultura.
Na povoação de Nhongo, comuna de Calussinga, município do Andulo, o governador Boavida Neto inaugurou ontem um posto de saúde.

Tempo

Multimédia