Províncias

Condutores satisfeitos com obras na estrada

José Chaves | Andulo

Os trabalhos de reabilitação do troço rodoviário Cuito/Andulo, na Estrada Nacional número 140, recomeçaram em Maio, depois de um longo período de paragem, devido à época chuvosa que criou alguns embaraços. 

Os trabalhos de reabilitação do troço rodoviário Cuito/Andulo, na Estrada Nacional número 140, recomeçaram em Maio, depois de um longo período de paragem, devido à época chuvosa que criou alguns embaraços. 
As obras no troço, iniciadas em 2010, têm sofrido constantes incorrupções. Homens e máquinas movimentam diariamente a terra do subsolo para depois ser colocado o tapete asfáltico para permitir a circulação rodoviária entre a cidade do Cuito, capital da província do Bié, e os municípios de Andulo e Nharea.
A Estrada Nacional 140 também facilita o acesso às províncias vizinhas do Huambo, Malange, Kwanza-Sul e Lundas. Neste momento, a maior parte do troço rodoviário está interdita. O reinício das obras de reabilitação está a obrigar os automobilistas a circular na via alternativa construída para facilitar a circulação rodoviária.
O técnico e encarregado de obra, António Diogo, disse ao Jornal de Angola que os trabalhos de reabilitação da EN140 caminham a bom ritmo e sem sobressaltos.
As obras na estrada compreendem a terraplanagem, colocação de asfalto, bermas, viadutos, sinalização e construção de pontes. Durante a intervenção, os automobilistas devem circular com muita precaução e seguir as indicações que o empreiteiro pôs na via, por ser um troço com trânsito automóvel constante, alertou António Diogo.
Até ao momento já foram asfaltados 12 quilómetros, numa extensão de 30 quilómetros. Apesar das obras de restauro, o troço regista diariamente um grande fluxo de viaturas.

Tempo

Multimédia