Províncias

Construção de habitações cria centenas de empregos

José Chaves|Nharea

A construção de 200 fogos habitacionais no município de Nharea, província do Bié, deu emprego directo a 150 jovens. Paiva Horácio, responsável de uma das cinco empresas de construção civil contratadas pelo governo para a empreitada, informou que das 200 casas sociais, 100 já estão concluídas.

Jovens elogiam o programa habitacional do Executivo que está a garantir empregos
Fotografia: Paulo Mulaza



A construção de 200 fogos habitacionais no município de Nharea, província do Bié, deu emprego directo a 150 jovens. Paiva Horácio, responsável de uma das cinco empresas de construção civil contratadas pelo governo para a empreitada, informou que das 200 casas sociais, 100 já estão concluídas.
Basílio Londaca, 20 anos, referiu que, depois de várias tentativas, conseguiu emprego numa das obras de construção das casas sociais. “Estou bastante satisfeito por ter conseguido emprego graças ao programa do Executivo que apostou na construção de novas moradias aqui no Nharea”, disse.
Aconselhou os outros jovens a serem persistentes e não desistirem porque, disse, “a vida não termina quando não se alcança aquilo que se pretende”. Manuel Lumuenho, 26 anos, natural da província do Huambo, é outro jovem que encontrou o seu primeiro emprego nas obras de Nharea. Está feliz porque agora consegue sustentar a família e dar continuidade aos estudos.
Tal como os seus colegas, Eduardo Canganjo, 19 anos, elogiou o programa habitacional do Executivo que está a garantir aos jovens o seu primeiro emprego.
As autoridades da província do Bié apostam na construção de 200 casas sociais ainda este ano em sete municípios: Camacupa, Chitembo, Chinguar, Catabola, Cunhinga, Cuemba e Nharea.
Em Nharea estão disponíveis 25 hectares na reserva fundiária do Estado. Além da construção das casas, também vão ser montadas redes técnicas de abastecimento de energia eléctrica, sistemas de abastecimento de água potável e outros equipamentos sociais.

Tempo

Multimédia