Províncias

Corpos sepultados no Bié em área de construção

João Constantino | Cuito

Mais de mil corpos sepultados em locais impróprios das zonas urbanas dos municípios do Cuito e de Nharêa, foram encontrados quando se abriram valas para obras de construção, anuncia um comunicado do Governo Provincial.

Corpos foram encontrados quando eram abertas valas para obras de construção
Fotografia: José Chaves

O documento do governo da província refere que os corpos, “provavelmente de pessoas mortas em 1992” durante a guerra vão ser enterrados em cemitérios. Em Nharea, os corpos foram encontrados nas áreas reservadas ao plano urbanístico daquele município.
O Governo Provincial na sequência desta situação vai fazer um levantamento em todos os municípios para em caso de haver corpos enterrados nas mesmas condições serem sepultados em cemitérios.
No Bié, das províncias mais fustigadas pelo conflito armado, milhares de corpos foram naquela altura e enterrados em cacimbas, jardins, quintais e terrenos baldios.
O Governo Provincial construiu, numa homenagem à heroicidade e resistência da população do Bié, um cemitério monumento, no bairro Setecol, onde foram enterrados mais de sete mil corpos.
Antes de serem encontrados agora os mil cadáveres, foram descoberto, no Cuito, alguns cemitérios clandestinos com centenas de corpos.

Tempo

Multimédia