Províncias

Cuito tem mais uma empresa de recolha de resíduos sólidos

Afonso Belo | Cuito

Uma nova empresa de recolha de resíduos sólidos, a Ambi-África, iniciou a sua actividade, no Cuito, capital da província do Bié.
A empresa está equipada com meios modernos para servir melhor a população local.

Empresa colocou em serviço centenas de contentores e outros meios para a recolha do lixo
Fotografia: Jornal de Angola

Uma nova empresa de recolha de resíduos sólidos, a Ambi-África, iniciou a sua actividade, no Cuito, capital da província do Bié.
A empresa está equipada com meios modernos para servir melhor a população local.
O administrador municipal do Cui­to, Moisés Kachipaco, disse que a empresa colocou em serviço mais de 50 contentores, viaturas e meios humanos para a recolha de lixo ao nível do município.
Moisés Kachipaco salientou que a operadora, contratada pela administração municipal, colocou em cada rua da cidade do Cuito entre dois a três contentores para facilitar o depósito de lixo por parte da população.
O administrador municipal afirmou que, diariamente, mais de cinquenta toneladas de lixo são recolhidas na cidade e parte desses resíduos sólidos são produzidos por restaurantes, lojas, discotecas e rulotes.
O responsável apelou aos proprietários e funcionários destes estabelecimentos comerciais, no sentido de contribuírem no processo de recolha, colocando o lixo que produzem em locais apropriados.
Moisés Kachipaco salientou que o lixo recolhido a nível da cidade do Cuito é transportado para o centro de tratamento dos resíduos sólidos, situado a cerca de cinco quilómetros a sul da capital do Bié.
O responsável aconselhou os munícipes a preservarem os meios de recolha de lixo, essencialmente os contentores, para durarem mais tempo, o que permitiria à administração municipal efectuar investimentos noutros projectos sociais para o benefício da população.
Habitantes da cidade do Cuito manifestaram satisfação com a entrada em funcionamento de mais uma operadora de recolha de lixo e pela colocação de mais contentores nas ruas da cidade.
O morador João André disse que a entrada em funcionamento de mais uma empresa de tratamento de lixo e a instalação de depósitos nas ruas da cidade vão contribuir no melhoramento do saneamento básico da cidade.
Actualmente, a cidade do Kuito conta com três operadoras de recolha de resíduos sólidos, nomeadamente a Ambi-África, Clener e a Julsumar, instituições que contam também com a comparticipação dos serviços de apoio da administração.

Tempo

Multimédia