Províncias

Dezenas de pessoas no Andulo conhecem o estado serológico

José Chaves| Andulo

Mais de 150 pessoas acorreram ao centro de aconselhamento e testagem voluntária de VIH/Sida no município do Andulo, província do Bié, durante os meses de Janeiro e Fevereiro deste ano, segundo um relatório da saúde, a que o Jornal de Angola teve acesso.

São realizadas várias acções de sensibilização
Fotografia: João Gomes

Mais de 150 pessoas acorreram ao centro de aconselhamento e testagem voluntária de VIH/Sida no município do Andulo, província do Bié, durante os meses de Janeiro e Fevereiro deste ano, segundo um relatório da saúde, a que o Jornal de Angola teve acesso.
Durante o período em referência, registaram-se dois casos positivos.
As mulheres foram as que mais afluíram ao centro de aconselhamento e testagem voluntária de VIH/Sida, sobretudo da faixa etária que vai dos 18 aos 25 anos.
O relatório diz que, apesar do número de pessoas infectadas ter sofrido uma ligeira diminuição comparativamente a 2010, as autoridades continuam atentas aos novos casos, sobretudo por causa da mobilidade das pessoas.
O responsável do centro de aconselhamento e testagem voluntária de VIH/Sida, Bom Ano Rodrigues, considerou positiva a adesão das pessoas, o que mostra que a “nossa mensagem de sensibilização sobre os perigos da doença está a ser acatada”.O responsável salienta a necessidade de se promoverem campanhas de sensibilização das comunidades para aderirem aos testes voluntários de VIH/Sida, a fim de se conter o índice de propagação da doença. ”As pessoas devem mudar de atitude e ter um comportamento sexual responsável”, realçou.

Tempo

Multimédia