Províncias

Diagnosticados menos casos da doença

Um total de 368 novos casos de VIH/Sida foram diagnosticados pelas autoridades sanitárias da província do Bié, de Janeiro a Maio de 2015, em unidades de saúde e Centros de Aconselhamento e Testagem Voluntária (CATV), informou sexta-feira o chefe de secção de grandes endemias da Direcção Provincial da Saúde.

Autoridades sanitárias promovem palestras sobre VIH/Sida sobretudo nas comunidades
Fotografia: Santos Pedro

Nelson Stover disse à Angop que, comparativamente ao período anterior, foram registados menos 119 casos, como resultado do trabalho de sensibilização e esclarecimento da população.
 Nos primeiros cinco meses, 24.861 pessoas, na maioria mulheres, fizeram testes de despistagem do vírus nas unidades sanitárias e  Centros de Aconselhamento e  no Testagem Voluntária (CATV).
O responsável da saúde anunciou que o programa de luta contra a sida tem a intenção de intensificar as palestras de sensibilização e esclarecimento sobre as formas de transmissão e prevenção da doença, para reduzir a taxa de contaminação e mortalidade.
Os participantes nas palestras recebem preservativos, panfletos, folhetos e livros que alertam para o perigo da enfermidade.

Medicamentos essenciais

Pelo menos 248 kits de medicamentos essenciais foram distribuídos ainda este ano nas unidades hospitalares da província, para melhorar o tratamento dos pacientes.A informação consta no relatório da Direcção Provincial da Saúde, realçando que 148 kits foram entregues aos postos de saúde, 75 aos centros de saúde e 26 aos hospitais municipais.
A distribuição de medicamentos essenciais responde às necessidades do sector farmacêutico e sanitário, para assegurar a eficiência dos serviços de saúde nas unidades de nível primário e facilitar o acesso dos pacientes a fármacos de qualidade. Com uma superfície de 70. 314 quilómetros quadrados e 1.338.923 habitantes,  a província do Bié possui 172 unidades sanitárias em nove municípios, onde funcionam 3.958 médicos, enfermeiros e pessoal de apoio.
A malária, diarreia, doenças respiratórias agudas, parasitoses intestinais, diabetes, febre tifóide, reumatismo e as infecções de transmissão sexual, lideram a lista de enfermidades tratadas.

Tempo

Multimédia