Províncias

Diminuem as salas provisórias

Delfina Victorino| Cuito

O número de salas improvisadas a nível da província do Bié vai diminuir consideravelmente, nos próximos tempos, com a edificação de mais escolas de carácter definitivo, anunciou ontem, na cidade do Cuito, o director provincial da Educação.

Basílio Caetano referiu que muitas escolas definitivas estão a ser construídas no âmbito do programa de aceleração do processo docente-educativo e de expansão do ensino às comunidades do Bié. Muitas crianças continuam a estudar em condições inadequadas, numa altura em que há registo de um total de 60.133 crianças fora do sistema normal de ensino. Há necessidade de construção de 11.575 salas de aulas.

Ensino especial

O director lamentou o facto de a província dispor apenas de um estabelecimento escolar do ensino especial, onde são ministradas aulas até à nona classe.Basílio Caetano disse que a única instituição do ensino especial não tem condições para dar resposta às várias solicitações, deixando, por isso, dezenas de crianças portadoras de deficiências sem estudar.
A nível do ensino médio, segundo o director provincial da Educação, os alunos portadores de deficiências motoras ou com necessidades educativas especiais são inseridos no sistema normal, com o objectivo de manter os seus processos de socialização.

Tempo

Multimédia