Províncias

Diocese realiza congresso para catequistas

Delfina Victorino | Kuito

O primeiro congresso nacional dos catequistas tem lugar, na cidade do Kuito, Bié, a partir de hoje até ao dia cinco deste mês, de acordo com o porta-voz do encontro, padre Artur Sanda Vita.

O primeiro congresso nacional dos catequistas tem lugar, na cidade do Kuito, Bié, a partir de hoje até ao dia cinco deste mês, de acordo com o porta-voz do encontro, padre Artur Sanda Vita.
Artur Sanda disse que o certame vai ter a participação do Núncio Apostólico, 215 catequistas, dez bispos, arcebispos, diáconos e outras entidades religiosas e decorre sob o lema “O catequista ontem, hoje e amanhã”.
O pároco disse ser importante que a sociedade tenha conhecimento das acções realizadas pelos catequistas desde o surgimento da Igreja Católica em Angola.
No seu entender, o catequista deve ser um pedagogo religioso e dinâmico e estar preparado para responder às expectativas e desafios do tempo moderno.
Explicou que a Igreja Católica tem no evangelho como um legado dos missionários provenientes da Europa para expansão da sua mensagem religiosa.
Ele esclareceu que o fenómeno do feiticismo entre os catequistas, o consumo exagerado do álcool, a influência das seitas na doutrina religiosa, o adultério entre alguns catequistas e a fuga de muitos por causa do enquadramento na política e no emprego, está a preocupar a comunidade católica.
No encontro vão ser abordados temas relativos com o lugar do catequista na tradição da igreja, o catequista e a inculturação do evangelho, a formação permanente do catequista e a metodologia do catequista.
Em alusão aos 70 anos de existência da diocese do Bié, a Igreja Católica homenageia os pedagogos religiosos pelo desempenho na proclamação do evangelho.

Tempo

Multimédia