Províncias

Educação da criança começa pelo afecto

Delfina Vitorino | Cuito

Os pais e encarregados de educação da província do Bié foram mais uma vez chamados a responsabilizarem-se mais com a educação das crianças, para a criação de uma sociedade mais construtiva.

O pedido foi feito na sexta-feira por elementos do movimento apostolado da Promoção da Mulher Angolana na Igreja Católica (Promaica), no Bié. As mulheres da Promaica salientam que os pais devem também  esforçar-se por transmitir valores morais e cívicos, culturais e religiosos aos seus filhos.
A educação de base, que começa na transmissão do afecto e no amor permanente, é primordial para o sucesso na formação das crianças nas escolas, referem as mulheres católicas. O grupo lamenta o facto de muitos jovens progenitores decidirem romper as suas relações sem pensarem nos transtornos psicológicos que isso pode acarretar para as crianças, durante o crescimento.
A Promaica tem realizado trabalhos voltados para a evangelização e elevação da mulher, com o intuito de estas assumirem o seu verdadeiro papel na Igreja e na sociedade.
Sobre as consequências das más atitudes de pais em relação aos filhos, a directora da Família e Promoção da Mulher, Carolina Isaac, disse que foram registados 33 casos de fuga à paternidade.

Tempo

Multimédia