Províncias

Educação no Andulo com mais professores

José Chaves| Andulo

O sector da Educação, no município do Andulo, província do Bié, admitiu 107 novos professores e outros funcionários de base, no âmbito de um concurso público organizado recentemente na região.

O sector da Educação, no município do Andulo, província do Bié, admitiu 107 novos professores e outros funcionários de base, no âmbito de um concurso público organizado recentemente na região.
O chefe de repartição municipal de Educação, António Caliqui, que divulgou este facto na terça-feira, acrescentou que entre os novos docentes se destacam 11 técnicos superiores, 73 técnicos médios e nove básicos.
Os candidatos admitidos concorreram para as vagas de professores auxiliares de ensino primário, do I ciclo para diplomados e para II ciclo dos 6º e 8º escalões, respectivamente.
No presente ano lectivo, estão matriculados no Andulo 92 mil alunossendo o processo de ensino e aprendizagem assegurado por 1.600 professores em todos os subsistemas.
O município tem 208 escolas, sendo três do ensino médio, designadamente a Escola de Formação de Profesores, a Escola  Secundaria do II Ciclo e o Instituto Médio Agrário do Andulo.
António Caliqui salientou que os novos professores e agentes de educação são ainda insuficientes para cobrir a procura de alunos. Porém, disse, podem minimizar as dificuldades que o sector ainda atravessa. “Temos consciência que a situação não está ainda resolvida. Precisamos de mais professores para que os nossos filhos possam estudar, mas acreditamos que o governo tudo fará na resoluçaõ deste problema. Penso que os pais e encarregados  de educação podem ficar descansados”, disse.

Tempo

Multimédia