Províncias

Empreiteiros são obrigados a cumprir prazos das obras

João Constantino | Cuito

Os empreiteiros responsáveis por obras a decorrer no Bié têm a obrigação de cumprir os prazos de conclusão das mesmas, sob pena de perderem os concursos de adjudicação de novas empreitadas públicas.

Estão a ser reabilitadas e construídas várias infra-estruturas de impacto social na região
Fotografia: Jornal de Angola

O alerta foi feito pelo director provincial das Obras Públicas no Bié, André Caquarta, durante a abertura das jornadas técnicas do Dia do Construtor Angolano, assinalado a 9 de Dezembro, e que têm como objectivo criar condições para que a província se traduza numa paixão.
O governador do Bié, Boavida Neto, afirmou que foram erguidas mais de duas mil infra-estruturas sociais na província, durante os 11 anos de paz. “Construímos habitações sociais, esquadras policiais, caminhos-de-ferro, centros culturais, campos multiusos para a prática do desporto, estradas, pontes, hospitais, sistemas de captação de água e de energia eléctrica”, sublinhou.
O governador do Bié reafirmou, também, o compromisso da construção de infra-estruturas modernas para  acomodar os prestadores de serviços.
Sob o lema “Construtores unidos criando soluções”, os empreiteiros foram desafiados a honrar os prazos das obras e a pagar os impostos.
No encontro, foram debatidos temas como “Bié, ontem, hoje e amanhã”, “O estado do sector de energia e águas”, “Afastamento de urbanizações em relação às estradas nacionais, secundárias, terciárias e caminhos-de-ferro”, “Lei de Terras e regulamento geral de concessão de terrenos” e “Lei da contratação pública”.

Tempo

Multimédia